Dicas de Filmes e Séries

Confira nosso review do filme ‘A Sociedade Literária e a Torta de Casca de Batata’

Espalhe música por aí

Mais do que um título excêntrico, o romance traz um sopro de esperança mesmo se passando num período tão sombrio.

Publicidade

 

Por: Raquel Teixeira

Pouquíssimas vezes tive a oportunidade de ser surpreendida positivamente com um drama com quê de romance.

Veja bem, não é que poucas coisas me toquem, não é isso! Mas esse filme conseguiu despertar em mim uma angústia sutil, delicada, que nos tira lágrimas quase que orgânicas, naturais, e logo em seguida, um contentamento genuíno e prazeroso.

Começar uma resenha com elogios pode não parecer lá muito imparcial, mas não haveria outra forma de fazê-lo.

A Sociedade Literária e a Torta de Casca de Batata (The Guernsey Literary And Potato Peel Pie Society), baseado na obra literária de Annie Barrows e Mary Ann Shaffer.

A Sociedade Literária e a Torta de Casca de Batata
 

Disponibilizado em agosto deste ano na plataforma Netflix, e sob a direção de Mike Newell (Quatro Casamentos e Um Funeral e Príncipe da Pérsia: As Areias do Tempo), o romance, que tem como pano de fundo o período pós Segunda Guerra, nos apresenta a jovem escritora Juliet Ashton, que recebe uma correspondência de uma Sociedade Literária, criada durante o período de ocupação nazista numa ilha no Canal da Mancha. Passando por uma fase de pouco inspiradora, a curiosa jovem decide ir até a ilha para conhecer a excêntrica sociedade e buscar inspiração para criar, sendo instantaneamente envolvida por seus membros, suas histórias de vida, os horrores do Holocausto e laços fraternais que os unem essas pessoas.

O elenco de “A Sociedade Literária e a Torta de Casca de Batata” é muito bom, dando destaque é claro, para Lily James (Mamma Mia: Lá Vamos Nós de Novo! e Downton Abbey), que nos cativa com facilidade, trazendo o frescor de uma jovem que mesmo em meio a conflitos, segue obstinada. Outra atuação que ao meu ver merece destaque é de Penelope Wilton (Downton Abbey e O Exótico Hotel Marigold), que ilustra muito bem a angústia e a mágoa da prostrada senhora Amelia Maugery.
 

A Sociedade Literária e a Torta de Casca de Batata
 

O que ao meu ver não funciona de forma tão brilhante é o paixão entre os personagens Juliete e Dawsey (Michiel Huisman; de Game of Thrones). Embora acabemos por torcer pelo casal, o romance não parece fluir de forma natural e é nítida a falta de química entre os protagonistas, nos levando a tentar justificar de onde surge tal paixão arrebatadora.
 

A Sociedade Literária e a Torta de Casca de Batata
 

Com seus acertos e deslizes, A Sociedade Literária e a Torta de Casca de Batata, é uma história que atrai como romance, mas oferece aos espectadores uma leve e agradável obra de tenacidade e esperança.


Espalhe música por aí
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


TOCANDO AGORA NA RÁDIO SOCIAL PLUS BRASIL:

Você não pode copiar o conteúdo desta página

Podcast de ‘We’ve Got Tonight’ de Kenny Rogers e Sheena Easton Lembra da banda New Radicals? Por onde anda Vanessa Carlton? Coldplay, a revolução do rock alternativo Quem ér Harry Styles Quem é Lizzo? “Nothing is Lost” trilha do filme “Avatar: The Way of Water” FLO lança o single ‘Losing You’ Ringo Starr lança novo vídeo Tony Gordon lança álbum maravilhoso, “Black and White” PG Roxette lança “Pop-Up Dynamo!” Rihanna lança ‘Lift Me Up’, single da trilha sonora de Pantera Negra 2 Suricato lança álbum “Marshmallow Flor de Sal” Charlie Puth lança álbum ‘Charlie’ Vianney lança a faixa ‘Call on me’ com Ed Sheeran Aqua comemora 25 anos do álbum ‘Aquarium’ Shown Mendes libera ‘Heartbeat’ Após um hiato de 5 anos Paramore está de volta com novo single ‘This Is Why’ Bruce Springsteen anuncia novo álbum de covers “Only The Strong Survive” Joss Stone lança single de seu primeiro álbum natalino, ouça ‘What Christmas Means to Me’