fbpx

James Ingram e ‘Just Once’ marca uma das cenas mais dramáticas do cinema

Música de Bolso
Música de Bolso
James Ingram e 'Just Once' marca uma das cenas mais dramáticas do cinema
/

Lançada em outubro de 1981, a música Just Once integra o disco The Dude de Quincy Jones. O disco na época foi um sucesso estrondoso e trouxe os holofotes para o cantor de jazz e soul.

A produção da música é do próprio Quincy Jones, na sua produtora pessoa que leva o nome de Quincy Jones Productions. Já o lançamento ficou por conta de gravadora A&M.

O nome dos vocais na canção é o lendário James Ingran, falecido em 2019 e vencedor de 2 grammys. James “emprestou” a voz para a letra no disco de Quincy Jones, e o resultado não poderia ser diferente.

A composição da música é assinada por Barry Mann e Cynthia Weil e foi trilha sonora do filme The Last American Virgin de 1982. As principais posições alcançadas pela música foram:

  • Billboard Hot 100 dos Estados Unidos (17ª posição)
  • Billboard R&B dos Estados unidos (11ª posição)
  • Músicas contemporâneas para adultos da Billboard dos Estados Unidos (7ª posição)

Confira a cena do filme “O último americano virgem”, momento marcante ambientada com a música Just Once:

Confira a traução de ‘Just Once’

Só Uma Vez

Eu fiz o meu melhor
Mas acho que o meu melhor não foi o suficiente
Porque estamos aqui de volta onde estava antes
Parece que nada muda
Voltamos a ser desconhecidos
Imaginando se devemos ficar ou atravessar porta afora
Só uma vez, podemos descobrir
O que nós continuamos fazendo de errado
Por que nós nunca duramos muito tempo
O que estamos fazendo de errado?
Só uma vez, não podemos encontrar uma maneira de, finalmente,
fazer direito
Fazer aquela mágica para durarmos mais do que apenas uma noite
Se pudéssemos chegar até ela
Eu sei que poderia acontecer com ela
Eu dei tudo de mim
Mas eu acho que meu tudo pode ter sido muito
Porque Deus sabe, nós não estamos chegando a lugar algum
Parece que estamos sempre indo no vento
Onde que que tenhamos ido
E parece que às vezes com tudo o que temos feito
Não temos uma oração
Só uma vez, podemos descobrir
O que nós continuamos fazendo de errado
Por que os bons tempos nunca duram muito tempo
Onde estamos errando?
Só uma vez, não podemos encontrar uma maneira de, finalmente, fazer direito
Fazer aquela mágica para durarmos mais do que apenas uma noite
Eu sei que poderia acontecer com ela
Se pudéssemos chegar a ela, apenas uma vez
Eu quero entender
Por que ela sempre volta para despedir
Por que não podemos se dar as mãos
E admitir um ao outro
Nós não ficamos bem sem o outro?
Tome o bom e torna-o melhor
Encontre uma maneira de ficarmos juntos

Pesquisa:
Bjird Desenvolviento – (98) 98242-2291 – contato@bjirddesenvolvimento.com.br
Produção, direção e apresentação: Cleber Almeida

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.