Fátima de Capital Inicial: É possível juntar rock com religiosidade?

Fátima de Capital Inicial: É possível juntar rock com religiosidade?
Música Social Brasileira

 
Play/Pause Episode
00:00 / 06:13
Rewind 30 Seconds
1X

Fátima de Capital Inicial dá o tom desse episódio.

Dá pra juntar rock com religiosidade? Por incrível que pareça, dá. E ninguém mais, ninguém menos, a banda Capital Inicial, fez isso nos anos 80 no início e auge do rock nacional.

Não é que a intenção deles era essa, mas a provocação estava feita. Enquanto Marcelo Estraviz ainda era um adolescente fascinado com as bandas de Brasília, mal percebeu (nem seus amigos da época) que a Fátima citada já no título era a própria Nossa Senhora.

O primeiro disco do Capital Inicial tinha várias músicas que foram direto pras rádios e com Fátima não foi diferente. Só que a letra começava com um posicionamento da rebeldia brasiliense.

Além de serem contra o sistema, aquelas frases impactavam como uma ameaça. Algo tipo: Vejam o que fazem mas sofram as consequências. Ao final, surge a confirmação. Era a própria Fátima falando e já em tom bíblico.

Quem diria, religião e rock. Alguém aí já tinha percebido? Escute esse episódio do Música Social Brasileira e confirme.

Ouça o podcast Música Social Brasileira, sinta a letra de Fátima:

Letra:

Vocês esperam uma intervenção divina
Mas não sabem que o tempo agora está contra vocês
Vocês se perdem no meio de tanto medo
De não conseguir dinheiro pra comprar sem se vender
E vocês armam seus esquemas ilusórios
Continuam só fingindo que o mundo ninguém fez

CADASTRE SEU E-MAIL PARA RECEBER CONTEÚDOS INCRÍVEIS COMO ESTE DIRETO EM SEU E-MAIL.

Apresentação: Marcelo Estraviz

Direção: Cleber Almeida

Produção: Alonso Dias

Marcelo Estraviz

Empreendedor social, palestrante e escritor, é fundador do Instituto Doar e conselheiro do Greenpeace, da Cidade Democrática e do Instituto Filantropia. Autor de 4 livros, entre eles, “Pause” sobre suas experiencias sabáticas.