Música em Pauta

Por Onde Anda Terence Trent D’Arby, dono da famosa música “Wishing Well”

Espalhe música por aí

Do auge pop dos anos 80 e 90, restam apenas três letras empoeiradas: TTD. Terence Trent D’Arby, o artista de voz rouca e tranças fartas, que causou furor com sucessos como “Wishing Well” em 1987, parece ter enterrado esse capítulo de sua vida sob o tapete curricular. Hoje, renascido como Sananda Maitreya, ele prefere focar no presente, numa vida pautada pela música e pela reinvenção pessoal.

Publicidade

 

A era dourada de Terence Trent D’Arby gerou três discos de platina na América do Norte e Europa, Grammy como melhor artista masculino de R&B em 1988, shows para multidões e participações em festivais marcantes. Contudo, em 2001, algo mudou drasticamente. Terence Trent D’Arby, como o conhecíamos, morreu oficialmente, dando lugar a Sananda Maitreya.

Em entrevista ao jornal O Globo, Sananda expressa sua relutância em reviver o passado: “Não passo muito tempo olhando para trás. Não me sinto confortável dando entrevistas porque as pessoas ficam muito preocupadas com minha vida passada. Não convivo bem com o passado, por isso sou relutante em responder a algumas questões.”

A mudança de nome não foi uma estratégia publicitária. Em outubro de 2001, após uma série de sonhos, Terence Trent D’Arby decidiu legalmente se tornar Sananda Maitreya. Ele afirma: “O passado pertence a TTD. Eu sou o enviado para viver esta vida. Se aquela vida tivesse algo a me oferecer além de grande frustração e dor, nós teríamos insistido nela.”

A jornada de Terence Trent D’Arby começou de maneira inusitada na Alemanha Ocidental durante a Guerra Fria. Após vencer um torneio de boxe amador e uma passagem pelo exército, o embrião da carreira artística se formou. Ele tornou-se vocalista de bandas obscuras, como The Touch e The Bojangels, antes de decolar como artista solo em Londres.

Assista ao clipe de “Delicate” com a participação da cantora Des’ree

A autobiografia não escrita de Sananda salta para 1995, quando ele optou por matar Terence em prol da arte. Ele explica: “Tinha uma escolha entre o nome e a arte. Fiz a única escolha que poderia: pela arte.” O artista acredita que muitos ficam estagnados por causa do nome, enquanto ele escolheu crescer pela arte, mesmo que isso tenha significado abandonar a identidade anterior.

Atualmente, aos 53 anos, Sananda Maitreya reside em Milão, onde acaba de gravar o álbum duplo “The Rise of the Zugebrian Time Lords”. Com uma mistura de rock, soul, R&B, blues e jazz, ele busca reescrever sua narrativa perdida na mídia. Em Milão, ele encontra inspiração na cultura europeia e reflete sobre a oportunidade de se reconectar com suas raízes musicais.

Sananda Maitreya enfrenta o desafio de se reconectar com seu público. Enquanto muitos ainda se lembram de Terence Trent D’Arby, poucos conhecem o artista que renasceu das cinzas. Com apenas 2.500 seguidores no Twitter, ele espera um retorno ao Brasil, país pelo qual é apaixonado, quando a oportunidade se apresentar.

O amor pela música é o que impulsiona Sananda Maitreya. Ele busca recompensar a música com o “mais profundo sacrifício do meu coração”, criando uma melodia que é a soma do que ele é e sempre amou. Onde quer que ele esteja, seja Milão ou o Brasil, Sananda Maitreya continua a trilhar seu caminho, escrevendo uma nova história além das sombras de Terence Trent D’Arby.

Lançamento de “The Ballad Of Rod Steiger”

Em outubro de 2023 Sananda Maitreya lançou o single “The Ballad Of Rod Steiger”. Veja depoimento do cantor a respeito desta produção e assista ao clipe a seguir:

“Junto com muitos outros artistas criativos, compartilho um grande amor e admiração por uma boa narrativa bem apresentada. Não é difícil imaginar quão difundida é a realidade de ser inspirado por aquilo que é emocionalmente concebido e dinamicamente bem elaborado. Na verdade, muitas músicas minhas foram criadas ao longo dos anos, sentado em um cinema escuro, enquanto assistia à comunhão entrelaçada de Sombras e Luz, espalhando sua magia, ricocheteando em uma tela de cinema e de volta aos nossos olhos.

Durante os últimos anos em que morei em Malibu, Califórnia, antes de retornar à Europa, tive o privilégio de ter a oportunidade de conviver brevemente com o grande ícone do palco e da tela ROD STEIGER. Eu costumava vê-lo em seu Volkswagen Cabriolet bege-acastanhado dirigindo para cima e para baixo pela Pacific Coast Highway, com suas camisas pólo de colarinho estourado e um chapéu estilo beatnik, digno de praia, usado de maneira atrevida no topo da cabeça. E para não ficar atrás estavam seus (na maioria das vezes) shorts cargo e sapatos de barco.

Nós dois preferíamos o mesmo Posto de Gasolina, um Union 76 bem na rodovia e um dia quando o vi lá também reabastecendo seu automóvel, tive a oportunidade de me apresentar a ele como um grande fã que apreciou muito sua imensa contribuição para o Arte e História do Cinema. E como muitas vezes acontece com nós que trabalhamos nas artes, a lisonja ganhou sua atenção e que afeto caloroso fluiu depois disso. Eu também fiquei perplexo por ele ter ouvido falar de quem eu era e, por um breve período de tempo, eu o convidaria para almoçar em um restaurante local chamado ‘TAVERNA TONY’S’, onde fluía comida grega e uísque. Em troca da minha generosidade em hospedá-lo, eu receberia como presente suas lembranças dos “Dias Dourados de Hollywood”. E como os compositores são eles próprios os Guardiões dos Contos das Mil Noites, eu me deleitei com o brilho dessas reminiscências e apreciei os momentos cobiçados nelas. Sem mencionar seus conselhos experientes sobre minha própria vida na época. (*)

Por este meio, saudamos todos os atores, escritores, diretores, produtores e aqueles cujas visões e trabalho na indústria incendiaram a imaginação do mundo e nos deram a matéria nuclear dos sonhos e, muitas vezes, um lugar suave para nossos medos pousarem.
Sananda Maitreya!”


Espalhe música por aí
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


TOCANDO AGORA NA RÁDIO SOCIAL PLUS BRASIL:

Você não pode copiar o conteúdo desta página

Podcast de ‘We’ve Got Tonight’ de Kenny Rogers e Sheena Easton Lembra da banda New Radicals? Por onde anda Vanessa Carlton? Coldplay, a revolução do rock alternativo Quem ér Harry Styles Quem é Lizzo? “Nothing is Lost” trilha do filme “Avatar: The Way of Water” FLO lança o single ‘Losing You’ Ringo Starr lança novo vídeo Tony Gordon lança álbum maravilhoso, “Black and White” PG Roxette lança “Pop-Up Dynamo!” Rihanna lança ‘Lift Me Up’, single da trilha sonora de Pantera Negra 2 Suricato lança álbum “Marshmallow Flor de Sal” Charlie Puth lança álbum ‘Charlie’ Vianney lança a faixa ‘Call on me’ com Ed Sheeran Aqua comemora 25 anos do álbum ‘Aquarium’ Shown Mendes libera ‘Heartbeat’ Após um hiato de 5 anos Paramore está de volta com novo single ‘This Is Why’ Bruce Springsteen anuncia novo álbum de covers “Only The Strong Survive” Joss Stone lança single de seu primeiro álbum natalino, ouça ‘What Christmas Means to Me’